Agosto 15, 2010

Globo desmente o que todo mundo viu.

Posted in Uncategorized às 11:04 am por valdezbhz

13/ago/2010 – Extraído do site http://www.tijolaco.com

A antes onipotente Rede Globo agora se preocupa com a blogosfera. Depois de retirar do ar uma campanha de seus 45 anos, que tinha o objetivo implícito de campanha para José Serra, a Vênus platinada emitiu nota para dizer que tratamento aos três candidatos à Presidência entrevistados pelo Jornal Nacional foi equânime.

É lógico que ninguém vai acreditar na Globo, mas a emissora piscou primeiro e percebeu que tinha exagerado na dose ao deixar a dupla de apresentadores de seu principal telejornal tentar massacrar Lula e depois se mostrar educada e reverente em relação a Serra. Nenhum grande jornal protestou contra isso, e as queixas ficaram ao nível da blogosfera, que muitos procuram desprezar.

Na verdade, a voz da blogosfera ganhou ainda mais realce com o o gesto de Lula de oferecer uma rosa a Dilma Rousseff para compensar a falta de gentileza do Jornal Nacional com sua candidata. A TV Globo diz que houve igualdade de tratamento e cita até o que seria um suposto equilíbrio nas queixas da militância dos três partidos.

A Globo nem precisava ter feito esse esforço. Bastaria ler o que escreveu o aliado de Serra, o deputado cassado Roberto Jefferson em seu twitter: “William Bonner e Fátima Bernardes facilitaram para o meu candidato. Foram mais amenos com ele”. Ou o blogueiro de política do Estadão, João Bosco Rabello: “Foi mais fácil do que para os adversários.”

A Globo tenta desmentir o que todo mundo viu. Aliás, essa é uma tendência da emissora desde que a sua direção foi assumida por Ali Kamel, que se dedica a provar que não existe preconceiro racial no Brasil. Kamel tenta reescrever a história do Brasil e da TV Globo sob sua ótica. Garante que a Globo não ocultou ao máximo a campanha das Diretas Já, que não atuou no caso Proconsult, que tentou roubar de meu avô a eleição a governador do Rio, em 1982, e que não manipulou a edição do debate entre Lula e Collor, em 1989. O diretor da Globo vive no país do faz de conta e acha que alguém acredita nele.

Veja a íntegra da nota da Globo, reproduzida em blog da Folha, que é bem capaz de ter sido escrita de próprio punho por seu diretor-geral:

“Desde 2002, as entrevistas têm o mesmo tom, com todos os candidatos. Neste ano, não foi diferente. Basta comparar as entrevistas dos três candidatos, pergunta por pergunta, para perceber que tiverem o mesmo grau de dificuldade.

Apesar disso, militantes do PT reclamaram da entrevista de Dilma, militantes do PV reclamaram da entrevista de Marina e militantes do PSDB reclamaram da entrevista de Serra. Até nisso, houve equilíbrio.

A candidata do PT Dilma Rousseff disse à equipe do “Jornal Nacional”, depois da entrevista, que se sentiu muito bem tratada e que a entrevista foi como deveria ter sido. Marina Silva e José Serra também fizeram comentários semelhantes.

O papel do jornalismo da TV Globo não é agradar a partidos nem a candidatos, sejam quais forem, mas tentar esclarecer questões importantes para que os eleitores possam decidir melhor.”

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: