Junho 15, 2010

Clientes do Bradesco, que tal cobrarmos uma solução?

Posted in Uncategorized às 10:40 am por valdezbhz

Bancos não cumprem lei que pode evitar ‘saidinha de banco’

Luana Cruz – Estado de Minas

Publicação: 14/06/2010 20:20 Atualização: 14/06/2010 20:50

O crime da saidinha de banco foi pauta de audiência pública da Comissão de Direitos Humanos e Defesa do Consumidor da Câmara Municipal de Belo Horizonte, nesta segunda-feira. Além de analisar os dados, apresentados pela Polícia Militar, os vereadores discutiram formas de punir os bancos que não cumprem a lei que obriga a instalação de biombos. Segundo informações da Câmara Municipal, a Lei Municipal 9.653/2008 dispõe sobre a obrigatoriedade da instalação de cabines reservadas para o atendimento ao cliente nas instituições bancárias.

O vereador Cabo Júlio (PMDB) defendeu a revogação dos alvarás das agências que não cumprirem a lei municipal. Ele apresentou Projeto de Lei 474/2009, de sua autoria, que disciplina a concessão de alvará de funcionamento em estabelecimentos bancários.

O vereador Autair Gomes (PSC), que propôs a audiência desta segunda, lembrou que a lei municipal foi aprovada para evitar que outras pessoas tenham acesso ao valor sacado pelo cliente. A legislação também exige a instalação de câmeras nas cabines, para aumentar a segurança.

A pesquisa da Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG) indica que 74 pessoas por mês são vítimas da famosa “saidinha de banco” na cidade. A Região Noroeste, que tem o maior nível de incidência, responde por 22% desse tipo de roubo na capital. Segundo o Coronel Cícero Nunes Moreira, comandante de policiamento da capital, que apresentou os dados da pesquisa, as prisões indicaram que a maioria dos suspeitos são da Região Noroeste. Por isso a incidência na região a coloca como campeã de ocorrências. Em segundo lugar está a Região Sul, seguida do Centro de BH.

Desde o início deste ano, a polícia fez 14 prisões em flagrante. “O Bradesco é o banco onde mais ocorrem furtos, com 137 casos, apresentando um prejuízo de 807 mil reais aos seus clientes. O HSBC, por outro lado, que possui bloqueador visual (biombo), não apresentou nenhum caso de roubo este ano”, esclareceu. De acordo com o Coronel Cícero, a descoberta de que os bancos não estão cumprindo a lei, surpreendeu muito a PM.

Segundo ele, as medidas de segurança que podem ser implementadas para diminuir o número de assaltos vão garantir privacidade ao cliente na hora do saque, com a instalação de biombos ou bloqueadores visuais, estimular a realização de movimentos bancários por meios eletrônicos e restringir o uso de celular no interior das agências.

De acordo com a vereadora Maria Lúcia Scarpelli (PCdoB), presidente da Comissão, os bancos alegam que o Município não tem competência para legislar porque o assunto é tratado por lei federal. Porém, segundo ela, o tema está dentro do Código de Defesa do Consumidor.

O presidente do Sindicato dos Bancários de Belo Horizonte e Região, Clotário Cardoso, acredita que os bancos simplesmente não querem se submeter ao Código de Defesa do Consumidor: “Eles não cumprem essa lei, assim como não cumprem a lei dos 15 minutos, no auto-atendimento ou dentro dos bancos”, completou.

Fonte: www.uai.com.br

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: